No livro História da Moda no Brasil, a autora Gilda Chatagnier apresenta mais de cinco séculos de história conseguindo prender o interesse e a atenção dos leitores com sua escrita leve e bem articulada.

Numa cronologia que se inicia no século XVI e chega ao XXI, o livro aborda tecidos, cores, as mudanças nos padrões corporais, a moda íntima, a moda praia, sapatos, joias, acessórios e também maquiagem.  E apresenta diferentes glossários da língua portuguesa, tupi ou de descendência afro que se misturaram em nossas formas de adornar e vestir o corpo.

gilda

Um guia completo para os que buscam dados específicos sobre as formas de vestir de uma determinada época.

A autora menciona mulheres que fizeram e influenciaram a história da indumentária e costumes femininos em nosso país como Paraguassu. “filha de um cacique Tupinambá, princesa nativa da Bahia que se casou com o aventureiro português Diogo Álvares Correia, conhecido como Caramuru. Foi o primeiro casal brasileiro de que se tem notícia oficial. Ela recebeu o nome de Catarina, em homenagem à rainha Catarina da Áustria, esposa de D. João III, rei de Portugal. Seu enxoval, presente da rainha e das suas pajens, foi confeccionado em linho branco bordado e delicadas rendas.”

Para a autora, a história da moda é também uma história com nomes e sobrenomes – estilistas, donos de boutiques, jornalistas, empresários do segmento, consumidores de destaque são apresentados e inseridos no contexto da produção e difusão da moda, de maneira a explicitar a relevância de cada um deles. Sejam as elegantes paulistanas na Belle époque e suas opções de consumo ou os estilistas que integraram o Grupo Moda Rio nos anos de 1970, entre tantos outros.