fausto

Fausto Viana, é autor da Estação com os livros FIGURINO TEATRAL e as renovações do século XX e Diário de Pesquisadores: Traje de cena. É ainda cenógrafo, figurinista e diretor teatral – e um apaixonado por teatro, palco, cena, arte e espetáculo. A nosso pedido, ele escreveu sobre dois livros que o marcaram intensamente. Como ele mesmo diz, os títulos “tiveram importância fundamental na minha carreira e na minha vida como um todo”. Para vocês, o texto e as dicas preciosas do cenógrafo:

“Há sempre muitos livros e autores que me interessam. Mas há dois, definitivamente, que eu sinto que tiveram importância fundamental na minha carreira e na minha vida como um todo: Imagens do Teatro Paulista e Fredi Kleemann – Foto em cena.

O livro Imagens do Teatro Paulista (Organização de Mariângela Alves de Lima, publicado  pelo  Centro Cultural São Paulo em 1985). O outro também é um livro de imagens — e como não poderiam ser livros de imagens os que marcam mais um cenógrafo, figurinista e pesquisador das visualidades teatrais? É Fredi Kleemann – Foto em cena (organização de Tânia Marcondes e Maria Thereza Vargas, publicado pela Secretaria Municipal de Cultura em 1991).

Ambos trazem fotos do teatro paulistano, sendo que Imagens do Teatro Paulista começa com imagens de 1900! Fredi Kleemann era um fotógrafo “oficial” do Teatro Brasileiro de Comédia e seus registros de cena e de artistas recheiam de sabor as páginas do livro: ali, Cacilda Becker e outros mitos do teatro ainda pulsam, no auge das suas carreiras. O universo da magia, da poética e de gerações de “criativos” está ali. Ou melhor, aqui, ao meu lado, na minha prateleira, de onde nunca saíram. São meus, amo os dois — e não empresto [risos]. “

*Abaixo, as capas dos livros queridos de Fausto.